quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Vida Veraneia

Vida Veraneia
Fez-se em tudo, insolação
Via além d´areia
O mar confuso em proporção

As ruínas rodeando as Cataias
Trilhos rumam ao lugar nenhum
Os ventos tinham as praias
E eu por mim, em bem comum

Não via a noite ascender postes
Mas um verão calar sem timidez
Patotas, marchas, hinos aos montes
E a lua fria se dava à vez

Vida Veraneia
Te fiz uma canção;
"Viu-me em tua lareira,
A assobiar a solidão?"