segunda-feira, 11 de maio de 2009

Acomodação além

Tão cômodo esse bom ócio
Tampouco torpores me infectam
O nada é um justo negócio
No tédio,nas veias que espetam
(ou vive-versa...)

Tão cômodo é ficar a sós
Tão puro é estar com ninguém
E ecoando no silêncio,uma voz
Que se evadia além do além
( é só o que resta!)

4 comentários:

Uilsgirl disse...

esse eu curti te falei neah

Lira Siccilia disse...

pelo jeito, vc ficou bem inspirado no mês de maio...
abraço..Lira

Uilsgirl disse...

ow ja to com meu blog, finalmente postei e vc nao vai atualizar isso aki nao???
anda sumido hein :P
te add já bjos

Anita Grey disse...

O nada é o tudo e o ócio a baderna do silêncio,sr!
ótima composição e a propósito adicionei o teu blog aos meus seguidores!
Até mais!